terça-feira, 30 de maio de 2017

Concurso MPU 2017: definição da banca fica para junho. 2º e 3º graus




Embora o objetivo do Ministério Público da União (MPU) fosse anunciar a organizadora do concurso 2017 para técnico administrativo (nível médio; R$7.260,41) e analista em Direito (superior na área; R$11.345,90) ainda em maio, isso só deverá acontecer em meados de junho. Entraves de ordem burocrática impedem que a oficialização da banca venha ocorrer até o próximo dia 31, conforme estava previsto.

No entanto, segundo fonte do MPU ligada à seleção, os esforços continuam sendo o de contratar o Cespe/UnB (atual Cebraspe). “Nosso esforços agora são para anunciar a organizadora ainda na primeira quinzena de junho”, disse.

Apesar do atraso na escolha da organizadora, essa fonte ligada ao concurso informou que a meta do MPU continua sendo divulgar o edital em agosto, após o dia 5, quando será finalizado o prazo de validade do concurso passado para técnico administrativo e analista em Direito.

A oferta de vagas só deverá ser conhecida mais próxima à divulgação do edital. “Não podemos ainda precisar uma oferta de vagas, pois estamos priorizando a convocação dos aprovados do concurso passado. Somente após realizarmos todas as chamadas possíveis é que teremos condições de informar o quantitativo desta próxima seleção”, afirmou a fonte.

O MPU já informou que os dois cargos do concurso serão oferecidios em todos os estados. Os aprovados poderão trabalhar em um dos quatro ramos do MPU: Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

Embora a oferta ainda não tenha sido definida, a expectativa é por um grande número de contratações, já que, hoje, há 1.776 vagas disponíveis no MPU, sendo 577 de técnicos administrativos e 1.199 de analistas de Direito. As provas, que deverão acontecer somente a partir de outubro, serão aplicadas em todas as capitais.

Técnico administrativo: conheça as atribuições



ATRIBUIÇÕES COMUNS: auxiliar, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, os membros e as chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; atuar em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; auxiliar os membros e as chefias em eventos oficiais, audiências e diligências; elaborar e analisar informações, certidões, declarações, relatórios e documentos congêneres; elaborar minutas de atos administrativos e normativos; atuar em planos, programas, projetos e convênios; atuar na gestão de contratos quando formalmente designado; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de dados; participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho; participar do planejamento estratégico institucional e dos planos da sua unidade de atuação; observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação; atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente; orientar quanto à aplicação das normas internas ou de sua área de atuação; contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho; orientar e supervisionar estagiários de nível médio e aprendizes; inserir dados e utilizar os sistemas de informação corporativos; observar e zelar pelo cumprimento dos prazos; realizar tarefas de expediente; realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos, procedimento e documentos; manter e controlar o arquivo setorial; e executar demais atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente.

ATRIBUIÇÕES BÁSICAS: auxiliar na prática de atos em processos judiciais e na instrução e acompanhamento de processos administrativos e procedimentos extrajudiciais; desempenhar atividades de apoio técnicoadministrativo; auxiliar na elaboração, execução e avaliação de planos, programas e projetos; auxiliar na fiscalização, instrução e acompanhamento de contratos e convênios; auxiliar nas atividades de compras e de contratação de bens e serviços; controlar dados e informações cadastrais; emitir certidões, declarações e atestados; expedir e/ou anexar documentos e correspondências oficiais; organizar eventos, ações e atividades institucionais; preparar malotes; publicar documentos oficiais; realizar atividades de gestão de bens materiais e patrimoniais; realizar diligências; realizar serviços técnicos e especializados; e analisar a conformidade documental.





Serviço:

Outras Informações – Aqui
  Concursos Públicos Aqui
Dicas para Concursos - Aqui

Para mais informações consulte o nosso blog.

SHARE THIS

Autor:

No TechTudo maior blog de informações sobre concursos públicos, esportes, entretenimento política, tecnologia e negócios você fica por dentro das principais e últimas notícias do dia, além de assuntos relacionados ao Mundo do Brasil e da Bahia para seu conhecimento diário.

0 comentários: